sexta-feira, 2 de junho de 2017

Novas regras para as luzes dos veículos

Foto: Fernando Veler (gpsbrasilia.com.br)
Publicada a Resolução 667/17, que vem atualizar as normas sobre os sistemas de sinalização e iluminação dos veículos a partir de 2021.

Assim com aconteceu na publicação da 680/87 (que entrou em vigor a partir de 1990) e a 227/07 (que entrou em vigor a partir de 2009), a 667/17 também veio com uma boa antecedência, de forma a dar o devido tempo para a indústria automotiva adequar seus lançamentos a partir de 2021 e os veículos já em produção a partir de 2023.

Logo, até o final de 2020, a fiscalização só se aterá às normas previstas pela Resolução 227/07 e 680/87, conforme o ano de fabricação do veículo.

Quanto às motocicletas e similares, continuam tendo norma própria, no caso a Resolução 548/15, conforme postagem publicada neste Blog.

A principal novidade é a incorporação definitiva do LED como fonte luminosa nos veículos, especialmente por conta da obrigatoriedade dos faróis de rodagem diurna em todos os novos projetos a partir de 2021 e de todos os veículos fabricados a partir de 2023. No mundo inteiro a tendência é essa, substituir a alta perda térmica das fontes halógenas pela alta eficiência luminosa e durabilidade das fontes em diodo.

Além disso, a norma terminou por proibir qualquer substituição das lâmpadas dos sistemas de iluminação ou sinalização por outras de tecnologia ou potência diferentes. Anteriormente, isso era permitido pela Resolução 292/08, no Anexo I (Portaria 60/17 do DENATRAN), através da emissão de um CSV, exceto para o uso do xenon, que havia sido proibido a partir de junho de 2011, conforme postado neste Blog.

Todas as novidades serão incorporadas ao texto do Bizuário em momento oportuno, mais próximo da entrada em vigor da nova norma.

Adquira seu exemplar atualizado em www.bizuario.com.

Nenhum comentário:

Postar um comentário